4b4826d07123133d4773ae68717556b2_MBrasília, 08 de maio – A necessidade de expansão da economia, de elaboração de políticas de acesso ao crédito, de estímulo ao crescimento do turismo e de investimento em ciência, tecnologia e inovação foi pauta de reunião na Residência Oficial de Águas Claras com o governador, secretários de Estado e presidentes de empresas públicas. O objetivo era começar a traçar um plano de desenvolvimento econômico para Brasília.

O presidente da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), Lúcio Rennó, apresentou estudo sobre a situação da economia de Brasília, as perspectivas para os próximos anos e a percepção e os desejos da população. “Este é um dos momentos mais importantes do governo: o de definir a nossa política de desenvolvimento econômico”, disse o governador Rodrigo Rollemberg. Após ter conhecimento dos dados, afirmou estar ainda mais estimulado em mudar a realidade local.

“Cabe a nós fazer um esforço coletivo para tornar o nosso ambiente econômico mais atraente para empreender, por exemplo”, afirmou. E destacou que Brasília tem alto grau de instrução da população e, portanto, potencial para se desenvolver economicamente de maneira sustentável. O governador também falou sobre as possibilidades para o Parque Tecnológico — o de ser um polo não só de concentração de empresas que impulsionarão a economia, mas também de instituições que produzam conhecimento e pesquisas.

Os secretários expuseram ideias e possíveis diretrizes para a elaboração do plano. Outros encontros ocorrerão para que o governo trace um modelo econômico sustentável. “Nunca houve esse tipo de discussão em Brasília; o que promoverá o desenvolvimento são políticas transversais e, por isso, a importância de os secretários estarem todos reunidos para discutir o assunto”, afirmou o secretário de Economia e Desenvolvimento Sustentável, Arthur Bernardes.