O encontro promovido pela AAFIT e Sindifisco-DF, na última sexta-feira (25/03), na sede da Associação reuniu os auditores mais antigos e alguns dos que passaram no último concurso da carreira no DF.

Para o presidente das duas entidades, Rubens Roriz, esse foi apenas um laboratório para outros encontros futuros. “Estamos muito felizes em recebê-los, de maneira presencial, depois de dois anos apenas com contato virtual em função da pandemia. Esse encontro foi só o laboratório para a retomada dos eventos, congressos e seminários, tanto da AAFIT, como do Sindifisco”, garantiu o presidente Rubens Roriz.

Além dos auditores fiscais e seus familiares, aposentados, da ativa e novos servidores, também esteve presente o Conselheiro de Finanças espanhol, Francisco Javier Sánchez Gallardo.

Na ocasião, o representante da carreira na Espanha reafirmou, aos novos auditores do fisco brasiliense, a importância do papel do auditor fiscal. “ O trabalho do auditor fiscal não é fácil porque a gente, às vezes, tem que se colocar numa situação séria para apurar os impostos e depois receber o que o contribuinte não quis pagar, ou porque se confundiu, ou porque entrou em inadimplência ou até mesmo entrou em sonegação”, ressaltou Gallardo.

O auditor fiscal espanhol afirmou ainda que a realização de concurso para a carreira e a capacitação técnica dos servidores refletem na garantia de um serviço público de qualidade ao cidadão. “A capacitação técnica é importante para que sejamos sérios e rigorosos na aplicação da Lei , na aplicação do princípio de isonomia no Brasil e em qualquer país no mundo. A estabilidade no emprego e outras condições adequadas de trabalho também são importantes para desenvolver esse trabalho. O concurso garante ainda que a entrada no serviço público seja séria, transparente e rigorosa para garantir assim, uma boa prestação de serviços públicos à sociedade”, reforçou Francisco Javier Sánchez Gallardo.

A auditora fiscal, Marcele Pereira Dias, tomou posse recentemente na carreira. Filiada às duas entidades, ela acredita que este desafio é possível. “Estou gostando bastante do fisco local, foi uma realização pessoal e profissional. Espero que nós, novos auditores, consigamos agregar no desafio de trabalhar pelo fisco brasiliense”, completou.

Ainda no encontro, o presidente da AAFIT e do Sindifisco-DF realizou dois sorteiros. O primeiro dava direito a uma vaga no Congresso Luso-Brasileiro de Auditores Fiscais, que será realizado em Salvador (BA), entre os dias 12 e 15 de junho; e o segundo premiou dois auditores com um dia de SPA no Espaço Integrativo Baguá.

Assessoria de comunicação do Sindifisco-DF